Soluções Digitais , que valorizam suas ações!
Vendas: 11 2081-5051 | Suporte: 11 98204-6928
 
27 NOV
18 Curtir 23 Comentário(s)

Esta é uma pergunta que todos os empresários deveriam se fazer, mas principalmente os pequenos comerciantes que focam o público do seu bairro.

Alguns tentam passar o conceito de que divulgar é importante, e realmente é, mas a divulgação deve e pode se pagar, ou seja, existe como ter ROI positivo em publicidade.

Mas afinal, onde é melhor anunciar? Internet, revistas de bairros ou jornais locais?

A primeira coisa que você deve se perguntar é se você quer vender, ou apenas divulgar. Grandes marcas não fazem propagandas para vender diretamente, e eles atuam no reforço da marca, para que depois os produtos sejam procurados nos pontos de venda.

No seu caso, atuar na divulgação de uma marca, mesmo que seja a sua, não vai trazer resultados práticos, pois você precisa de CLIENTES, e não de fama.
Pensando nisto, a resposta é bem simples, e para deixar claro que não é uma opinião, mas resultados de um estudo, compararei as 3 mídias, em um grande bairro de São Paulo.

O pior canal do ponto de vista de retorno é o jornal de bairro. Para cada contato, ou seja, alguém que efetivamente ligou ou foi até a loja porque viu no Jornal, o valor pago pelo anunciante foi de R$ 38,00.

Atenção – Atualização de 18/05/2017

Veja dados atualizados e entenda o que realmente pode ajudar o seu negócio Clicando AQUI

No caso da revista de bairro, este valor ficou um pouco abaixo, algo em torno de R$ 31,50.
Já na internet, o valor ficou em R$ 1,45.
Então pense comigo: Para conseguir 1.000 contatos para a sua loja, anunciando em jornal de bairro você terá que investir R$ 38.000,00, contra R$ 31.500,00 na revista, e contra R$ 1.450,00 na Internet.

Considerando que de cada 1.000 clientes, apenas 100 efetivamente comprem, e estimando seu ticket médio em R$ 100,00 , a conta fica ainda mais assustadora:

Jornal – Você terá investido R$ 38.000,00 para lucrar R$ 10.000,00 ( ROI Negativo)
Revista – Você terá investido R$ 31.500,00 para lucrar R$ 10.000,00 ( ROI Negativo)
Internet – Você terá investido R$ 1.450,00 para lucrar R$ 10.000,00 ( ROI Positivo)

E porque isto acontece? Jornais e revistas são lidas por LEITORES, e nem todo LEITOR é um consumidor, pois muitos estão apenas LENDO a revista ou jornal. Já na Internet , se

você utilizar o veiculo certo, que é o que usamos para este exemplo, você será visto por CONSUMIDORES, porque a INTERNET atende a uma consulta, ou seja, alguém esta querendo saber onde encontrar tal produto e em tal região.

Agora, pare de fazer o que todos fazem, e não anuncie como a seu avô anunciava, porque os tempos são outros.

Você precisa de clientes, não de fama.

Consegui mudar a sua forma de pensar?

Se você leu este post, o fez porque pesquisou no Google por “anunciar em revista”. Logo, seu pensamento inicial era o de anunciar em uma revista.

Mas depois de ler este artigo, é provável que você esteja disposto a repensar esta sua ideia inicial.

O que eu usei para conseguir isto? Inbound marketing, ou marketing de conteúdo, uma estratégia onde eu apresento fatos, conteúdo, argumentos, e não apenas falo que faço o melhor, sem mostrar os fatos verdadeiros.

E isto só é possível se você utilizar a internet como canal. Em nenhuma midia impressa você vai conseguir isto.

Vamos juntos experimentar o Inbound Marketing para o seu negócio?

Vamos aparecer no Google?

Agora que você sabe o quanto o Google é importante para o seu negócio, quero te dar um presente: 1 ano com uma postagem exclusiva, que pode aparecer na 1o página do Google, por R$ 2,19 ao dia  e mais NADA, para divulgar o seu negócio na sua região.

Clique no link abaixo e preencha o formulário…

Quero meu negócio aparecendo no Google.

como ter presença real na internet?

 

QUERO UM ORÇAMENTO



 
Marcio Hahne on EmailMarcio Hahne on FacebookMarcio Hahne on LinkedinMarcio Hahne on Twitter
Marcio Hahne
Marcio Hahne.
12 anos de ampla vivência em Internet é GOOGLE Partners Certificado
:: E-mail: marcio@valormais.com.br
 

23 Comentário(s)

  • Luís Responder

    Anunciar na Internet é a melhor solução? Com o tanto de bloqueadores de propaganda que há por aí?

    Sei não.

  • Fernando Barreiro Responder

    Prezado Marcio.
    Desculpe-me, mas muito complicada e perigosa a sua afirmação. Principalmente se notarmos pelo seu thumb que você trabalha com internet. Sou publicitário de criação, mas já fui muito tempo mídia, e o que sempre disse para meus clientes que assim como quase tudo na vida não existe receita de bolo.

    Acho perigosa a sua afirmação porque pode prejudicar muitos pequenos empresários. Pois é matéria de primeiro ano de faculdade (de marketing e propaganda) que só se mensura um resultado em investimento em comunicação se você ao menos testar o resultado com ao menos 3 mídias ao mesmo tempo. Pois existe zilhões de variáreis. Período, produto divulgado, se é institucional ou varejo (para começar), verba, a empresa contratada, etc etc…

    CAda veículo possui seus pontos fracos e pontos fortes. E saiba Marcos, que a internet é uma excelente ferramenta sim, mas sua mensuração…. até hoje uma caixa preta. Pois como realmente comprovar que é o público alvo (ou um ser humano, e não algo automático) que clica o link pago, por exemplo? Quem garante? A Google? Hum…..

    Outra coisa, dependendo do veículo e da empresa , o jornal e revista passa sim muito mais credibilidade.

    Afinal, se pegarmos uma revista periódica ou um jornal de grande circulação, irá deparar-se com anunciantes como Coca Cola, Ford, Volks, etc anunciando em jornal e em revista. OU você acho que tais empresas contam com profissionais ingênuos qeu investem em revista ou jornal?

    Claro, que tratando-se de pequenas e médias empresas uma revista ou jornal de grande circulação pode não ser a melhor solução. Mas se também o mesmo não planejar direiro sua verba em Ad Word, seu dinheirinho suado irá desaparecer.

    Acho que o problema é bem antes. A lição de casa está no planejamento estratégico da marca e da comunicação. Independente do tamanho da empresa.

    Acho leviano falar que X solução é a certa. Baseado em conclusões muito simplistas. Afinal, será que este seu pensamento cabe, por exemplo, para vender um produto voltado para 3ª idade e em uma cidade minúscula que não tenha acesso à internet? Oras, existem regiões que o jornal é fortíssimo, outras que o veículo com maior impacto é o jornalzinho da igreja. Outras vezes, e sou testemunha disto, que é um evento x da cidade que passa muito mais credibilidade do que um blog. E por ai vai.

    Sinceramente, é por isto que inúmeras empresas fecham. Muito mais importante do que a ferramenta, está o conteúdo e claro (principalmente) o produto/serviço. Pois produto/serviço ruim, não se vendo mais do que 1 vez.

    Sinceramente acho que as empresas devem pesquisar mais e suspeitar de fórmulas mágicas. Pois normalmente sai bem machucado disto. Já atendi inúmeros clientes (e bota muito nisto) que antes de procurar uma empresa especializada em comunicação, investiu pequenas fortunas em Google pago (ad word) e não teve retorno algum. Isto quer dizer que Ad Word não presta? Não. Quer dizer que sem planejamento não se vai a lugar algum.

    até mais.

  • RAFAEL Responder

    ESSE CARA QUER VENDER ANUNCIO NA INTERNET SÓ PODE. QUANTO MAIS VOCÊ DIVULGAR MAIS VOCÊ GANHA. E SE ESTIVER VENDENDO APARELHO AUDITIVO E BENGALAS PARA TERCEIRA IDADE ?? A MAIORIA DOS IDOSOS NÃO ACESSAM INTERNET . O JORNAL E A REVISTA SERIAM AS MELHORES OPÇÕES NÃO É MESMO? ABRA A MENTE TODO TIPO DE DIVULGAÇÃO É BOM !

    • Marcio Hahne Responder

      Rafael

      Esta é mais uma das vantagens da internet: A interação. Veja que seu comentário já foi postado, e a resposta já esta sendo dado em tempo recorde.
      Na midia impressa a velocidade nunca será esta. E nos tempos atuais, ou você responde na hora ao seu cliente, ou ele vai procurar outra fonte de informação. Mesmo que a resposta seja a um comentário que não seja positivo aquilo que você escreveu.
      Já em relação a seu posicionamento, ele esta aqui, publicado, sem corte algum. Cada um tem direito a sua opinião, mas isto não faz eu mudar a minha. E reveja seus conceitos sobre a maioria dos idosos não acessarem a internet. Pelo contrário……eles estão cada dia mais conectados, e aquele que ainda pensar que internet é coisa de jovens, tende a perder grandes oportunidades.

  • danie bau Responder

    O único que ganha dinheiro com revista / jornal de bairro é o dono do jornal / revista, vemos aqui nos comentários pessoas tentando achar explicações mirabolantes para dar credibilidade à mídia impressa, com investimento baixo no Google somente para colocar sua loja e produto nas buscas orgânicas, e sua loja no Maps, seu retorno é maior que dezenas de edições em revistas e jornais de bairro. mídia impressa só em publicações especificas, panfletagem só em eventos, só pizaria e restaurante que joga panfleto a esmo e ganha algo em revista de bairro.

  • Meu Deus Responder

    Meu deus afirmar que X é a melhor opção só mostra que está errado.
    Para cada tipo de ramo de atividade tem a melhor opção e que em alguns casos não é a internet com certeza.

    Tenho comércio faz 23 anos e no boca a boca e um bom atendimento é a melhor opção e não internet.
    E montei faz 6 meses uma empresa de comunicação aí neste caso as ferramentas da internet (rede social, site e afins) se tornam a melhor opção.

    Nunca podemos bater no peito e dizer que a opção X é a melhor.
    Cada caso é um caso e existe para cada uma delas a melhor opção.

    Jamais a internet é a melhor opção para tudo.
    Detalhe meu amigo estou no ramo de informática desde 1994 programei em cobol, clipper, visual basic e hoje (23 anos) tenho comércio e incluso faço projetos em 3d max esporadicamente.

    Então meu amigo estou familiarizado e acompanho as tendências desde 1994 e não irei dizer que isto é a melhor opção.

    Boa noite a todos.
    PENSEM: CADA CASO É UM CASO.

  • Eliane Responder

    Você acredita mesmo que se uma pessoa precisa de alguma coisa ela vai procurar na Internet, e encontrar milhares de empresas de todo país que comercializam o que ela procura. e ela vai perder um tempão para encontrar o que busca perto da casa dela. E outra: você acha que as pessoas só compram por necessidade? E as novidades? E as promoções?

  • cristina santos Responder

    Mídia impressa , digital, panfletos, banner, carro de som, televisão, camisetas, brindes, boca-a- boca, etc. O importante é divulgar sua marca onde estão seus clientes em potenciais.

  • Augusto Dias Responder

    Olá, gostei do artigo, mas como um leitor atras frisou, a uma imparcialidade nesse artigo.
    Vejamos bem, existe milhões de usuários na internet e hoje pode-se dizer que é a maior mídia e de mais rápida movimentação de informação, porem, cada caso é um caso.
    Posso muito bem discordar de sua “opinião” mas não vou me ater só sobre isso. Se você pretende utilizar a internet como meio de divulgação terá também que ter uma estrutura para atender clientes de outra região. Ai você me pergunta porque. – Isso Augusto, porque?
    Boa pergunta.
    Como a internet é uma mídia de velocidade estrondosa em relação a movimentação de informação, se você não poder atender um cliente que está no ACRE, pode ter certeza que o Brasil inteiro saberá que você não é um bom comerciante, então todo o seu investimento cairá e seu comercio ficará mau visto.
    Toda e qualquer mídia de divulgação terá que ser visto como um setor da empresa “comercio”, pois terá que ter planejamento e é nesse planejamento que irá se verificar a viabilidade de cada mídia, levando em consideração o preço e a credibilidade.
    Você citou em números voltados para retornos de clientes. Pois bem, para fazer uma divulgação tem levar em consideração duas coisas (mais importantes), o conhecimento dos clientes do seu comercio na área de atuação e como prospectar mais clientes. Caso seu comercio não tenha uma visibilidade alta em sua região, o ideal é revista de bairro (por ser a mais barata para a região de atuação do comercio) e nessa primeira divulgação colocar cupons de descontos junto a sua propaganda, com isso você estará chamando o cliente para seu comercio lhe atribuindo uma vantagem, fazendo assim que o cliente lhe procure pelo desconto e posteriormente pela qualidade do seu serviço.

  • hans misfeldt Responder

    Olá Marcio, respeito sua opinião mas não concordo. Edito um jornal de bairro e nossa penetração em residências e condomínios é bastante eficiente, primeiro porque somos totalmente gratuitos e a aceitação das pessoas é 99,9%, e segundo porque as pessoas são leitoras e nunca deixarão de ser consumidoras. Muitas pessoas guardam revistas de bairro e jornais para momentos oportunos, precisando de um serviço ou produto de última hora. Não sei em que região você fez essa pesquisa, que parâmetros utilizou… seria interessante que colocasse no ar para passar mais credibilidade nessa sua informação. O retorno vai do anúncio, da estratégia de marketing da empresa, da cabeça do empresário e muitos outros fatores – mesmo na internet, uma campanha não eficiente trará retorno zero. As mídias pagas impressas tendem a diminuir e os jornais de bairro têm crescido, pois valorizam o anunciante/comerciante regional, que atende serviços locais, e não precisa – e muitas vezes não quer – a internet para alavancar seus negócios já que ele optou por atender a determinado bairro.

    • Marcio Hahne Responder

      Hans

      Eu também respeito a sua opinião, claro. O que seria do azul se não fosse o preto, não é mesmo?
      Mas, insisto no meu argumento: Internet é sem dúvida o melhor canal para quem quer buscar uma alternativa de divukgação.
      Claro que estamos falando de um projeto bem elaborado, e não apenas de jogar uma informação num mar de informações que ninguém irá acessar.
      Com FOCO, clareza na mensagem e agregando o conceito de geolocalização, para negócios com esta característica, o GOOGLE é uma fonte de resultados incomparável, seja no modelo patrocinado, seja no modelo orgânico.
      Você esta certo quando diz que as midias impressas locais priorizam os comerciantes locais, mas, na minha opinião, elas tem que priorizar os CLIENTES locais, e estes fazem uso das midias on-line, principalmente, do search, e ai, falamos em GOOGLE.
      Para finalizar, quero agradecer sua participação, reforçar meu respeito ao seu trabalho e que acredito que trabalhos bem executados sempre terão lugar, sejam eles impressos ou digitais, mas que continuo a afirmar que nada é melhor do que um bom projeto de divulgação digital.

      Um abraço

      • Mariana Responder

        Respeito sua opinião também, porém, não concordo. Acho que cada caso é um caso é fundamental avaliar o tipo de negócio e o público alvo. Falo por experiência própria, tendo como exemplo eu e minha mãe (e nossas microempresas de segmentos diferentes). No meu caso (consultoria e licenciamento ambiental) é certo que anunciar na internet temos um bom retorno, considerando que nosso foco é ter outras empresas e instituições públicas contratando o serviço. No caso da minha mãe, um comércio pequeno no segmento de alimentação no qual o principal público é do bairro e arredores, o anúncio no jornal do bairro tem funcionado perfeitamente bem, além disso, não é o tipo de público que vai olhar na internet para buscar o serviço.

    • Luiz Antonio Responder

      Boa tarde, Gostaria de saber em qual estado, cidade e região vc edita (distribui) o seu jornal, pois sou prestador de serviços autônomo (eletricista), moro na cidade de São Paulo (região do Butantã, Zona Oeste), e necessito urgentemente de divulgar mais o meu trabalho. Aguardo resposta o mais breve possível (se possível diretamente em meu e-mail), pelo que desde já muito agradeço. Att… Luiz Antonio

      • Cristina Campos Responder

        Boa noite Luiz tudo bem?
        Você ainda está à procura de um meio impresso para divulgar o seu trabalho? Estamos iniciando uma nova revista de bairro na região do ABC e expandindo para todas as outras regiões de São Paulo. Se houver interesse me mande uma solicitação no email: ***campos@gmail.com

  • Marcelo C. Santos F. Responder

    Marcio… eu tenho estudando este assunto a um bom tempo. MAS sou leigo na matéria, e muito menos sou publicitário, portanto procuro ler artigos de quem trabalha com isso a fim de poder formar uma opinião.
    Lendo a tua matéria, e visto que trabalhas com mídia eletrônica e não papel, não existe imparcialidade neste teu artigo. Do meu ponto de vista, é claro.
    Te pergunto:
    De onde tiraste estes números?
    Como fizeste esta pesquisa? Baseado em qual método?
    Quantas mídias (eletrônicas x impressas) utilizou?
    Quantos segmentos ou empresas utilizou para tal?
    Existe o mesmo estudo em outras cidades ou regiões?

    Mas porque estas perguntas da minha parte?
    Por que existe outro artigo na internet, que diz o contrário, em um contexto similar.
    Enfim, não vou me alongar mais na pergunta.
    Abraços,
    Marcelo

    • Valormais Soluções Digitais Responder

      Marcelo

      Uma das características da Internet é justamente a amplitude do universo de pesquisas.
      Eu posso emumerar vários itens aqui, e colocar outros tantos gráficos, e isto não ira significar que eu esteja falando a verdade.
      Então, te convido a pensar comigo: Quantas revoluçoes estão ocorrendo com o apoio total da Internet, em vários lugares do mundo? Quantas celebridades aparecem do nada, em função da Internet? Quantas empresas estão deixando de existir em função de aplicativos que aparecem de uma hora para outra? O que seria do maior jornal impresso do Pais ( A Folha de São Paulo) se não fosse seu braço virtual? (UOL).
      Ou seja, não tem como comparar uma coisa com outra.
      Claro que a midia impressa sempre terá seu valor, mas na minha opinião ela só serve como canal de divulgação para assuntos muito específicos, pois a cada dia temos menos leitores, e mais usuários. Bom ou ruim, é isto o que esta acontecendo.

      Um abraço e obrigado por ler nosso blog.

  • Arseni Responder

    disse:Moro em teresina posso fazer este curso, sim ou ne2o? Eu sf3 posso fazer esse curso no Rio? Eu quero muito fazer est cussro e o meu maior sonho desde pequeno e tudo na minha vida!VA:F [1.9.22_1171]por favor, aguarde…

  • Sandro Luís Baraldi Responder

    Posso afirmar que teoricamente é uma verdade, para uma realidade como uma grande metrôpole, no entanto, se analisarmos outros centros o custo de uma mídia tradicional pode ser um melhor investimento.
    Trabalho com Adwords à uns 3 anos, no interior do estado de SP, para ser mais preciso em Olímpia, o DDD da minha cidade é o 17, não sei se vocês tem conhecimento, mas aqui o ip é móvel, cada vez que conecto na internet tenho um ip novo, neste momento estou em minha casa, pelo meu ip eu estaria Catanduva, neste momento!!!, mas já apareci como se estivesse em Riberão Preto, Valinhos, Cravinhos, São José do Rio Preto, Barretos, bom por que estou falando isto, pois não há como fazer uma campanha do adwords para uma unica cidade aqui, tenho que fazer uma campanha pelo menos regional, e quando o publico alvo é apenas uma cidade não atinjo o resultado esperado e uma mídia tradicional acaba sendo um melhor investimento!!!!

Deixe seu comentário